Villas-Lobos e Mendelsshon na estreia da programação 2017 do Municipal

Villas-Lobos e Mendelsshon na estreia da programação 2017 do Municipal

Roberto Minczuk assume como regente titular da Orquestra Sinfônica Municipal; Coro Lírico e Coral Paulistano Mário de Andrade participam da apresentação.

 

Na noite deste sábado, 18 de fevereiro, às 20h, a Orquestra Sinfônica Municipal (OSM) faz o primeiro concerto de 2017 no Theatro Municipal de São Paulo. A data marca também a estreia de Roberto Minczuk à frente do grupo artístico do Theatro Municipal de São Paulo, e o lançamento da programação do primeiro semestre da instituição.

No programa estão duas obras para orquestra e vozes: Magnificat-Alleluia, de Heitor Villa-Lobos, e Sinfonia nº 2 – Lobgesang, de Felix Mendelssohn. Haverá participações de três cantores convidados: Gabriella Pace (soprano), Luisa Francesconi (mezzo-soprano) e Fernando Portari (tenor).

Juntam-se à OSM outros dois corpos estáveis da instituição: o Coral Paulistano Mário de Andrade e o Coro Lírico Municipal de São Paulo, reunindo mais de 200 músicos no palco. Os valores dos ingressos custam de R$ 20 (setor 3) a R$ 100 (setor 1), com meia-entrada para todos os lugares, todos à venda na bilheteria do Theatro ou pelo site http://www.compreingressos.com/theatromunicipaldesaopaulo.

No domingo, dia 19, às 17h, o programa da estreia da temporada será repetido, a preços populares: R$ 10 (com meia-entrada). Os ingressos podem ser adquiridos nos mesmos canais de venda (site e bilheteria do Theatro) por lotes: a partir do dia 8/02, com entradas para o setor 1; 13/02, para o setor 2; e  16/02, para o setor 3.

Em 2017, celebram-se os 130 anos do nascimento de Heitor Villa-Lobos. Entre as comemorações programadas pelo Theatro Municipal está, já no concerto de abertura da temporada, a apresentação de Magnificat-Alleluia, que fez parte do último concerto do compositor brasileiro em setembro de 1959, algumas semanas dele morrer, em 17 de novembro. Com referências religiosas, a obra foi uma das últimas peças escritas para coro e orquestra.

Também uma obra coral, a segunda Sinfonia de Mendelssohn conhecida como Lobgesang – “canto de louvor” em português – apesar de levar o nome de “segunda”, foi a penúltima das cinco obras compostas pelo alemão para este formato. Relatos dão conta de que Mendelssohn recebeu o pedido em 1839 do governo municipal da cidade Leipzig, Alemanha, para comemorar o quarto centenário da invenção da impressão por Johannes Gutenberg. A sinfonia é dividida em duas partes, com frases da Bíblia e do hino evangélico Nun danket alle Gott, de Martin Rinckart.

Nesta data, será anunciada ao público a programação do primeiro semestre do Theatro Municipal e dos pacotes de assinatura.

 

Theatro Municipal
Praça Ramos de Azevedo s/n
Informações e bilheteria: 3053-2100 e 3053-2090

Notícias relacionadas

background